Quer saber como a Dynamic Tape pode te ajudar diariamente?

2
2338

Já postamos outros artigos bem focados sobre a Dynamic Tape (DT), discutindo o objetivo da bandagem Como a Dynamic Tape atua sobre a DOR

Este artigo faz parte da sequência deste material e nele vamos abordar os tipos de aplicações para os quais a DT foi desenvolvida e os mecanismos biomecânicos nos quais esta técnica se fundamenta.

Este é um material de leitura obrigatória para quem quer realmente conhecer a DT, saber como ela funciona e se beneficiar com esta técnica que a cada dia ganha mais adeptos.

A aplicação correta da DT pode maximizar os resultados dos seus atendimentos, evitar reações adversas e, como consequência, aumentar a adesão do paciente ao tratamento, fazendo com que todos, fisioterapeuta, profissional de saúde e paciente, atinjam os objetivos do tratamento de forma mais rápida e satisfatória.

Este é um objetivo que todo bom profissional tem que ter em mente todos os dias.

Vamos então agora falar sobre os tipos de aplicações em que você pode e deve usar a DT, garantindo um ótimo resultado do seu trabalho.

Participe do Aniversário Portal Lupmed: JULHO ESPECIAL!

Tipos de aplicações da Dynamic Tape

Existem basicamente dois tipos de aplicações para a DT. Vamos explicar cada um deles abaixo, com ilustrações, para que fiquem bem claros na nossa mente.

1 – Técnicas de aplicação direta:

Essas técnicas simulam a ação da unidade músculo-tendínea. Um exemplo é a aplicação da DT na panturrilha, de forma a auxiliar na função do gastrocnêmio em lesões musculares, do tendão de Aquiles, ou mesmo na fascite plantar. Nessas técnicas, aplicaremos a bandagem com o pé em flexão plantar, de forma a desacelerar a dorsiflexão – contração excêntrica – e auxiliar na plantiflexão – contração concêntrica. Faixas adicionais podem ser aplicadas paralelamente, para reduzir ainda mais a carga nos tecidos moles, no caso de lesões musculares, por exemplo.

Exemplo de aplicação direta da DT para lesões de panturrilha, tendão de Aquiles, ou fascite plantar.

Você quer saber como a Dynamic Tape pode te ajudar diariamente?

Outros exemplos:

  • Aplicação nos extensores no punho, para tratamento de cotovelo de tenista, ou punho caído, aplicando a bandagem diretamente na extensão de punho e dedos;
  • Aplicação direta nos flexores de joelho, em aproximadamente 135º de flexão, de forma a desacelerar o final da extensão e auxiliar na função muscular.
Você quer saber como a Dynamic Tape pode te ajudar diariamente?

2 – Técnicas de aplicação indireta:

Nessa técnica, a bandagem não auxilia diretamente na função muscular, mas pode ser utilizada para corrigir certos padrões de movimento, possivelmente lesivos, para promover movimentos acessórios, como rotações, ou mesmo para retirar a sobrecarga de certos tecidos, suportando o peso do membro, como no caso da aplicação em uma subluxação gleno-umeral. Abaixo alguns exemplos desse tipo de aplicação:

Você quer saber como a Dynamic Tape pode te ajudar diariamente?
  • Articulação patelo-femoral: a bandagem é aplicada de forma a criar um suporte com vetor apontado medialmente, de forma a resistir ao desvio lateral da patela. Essa aplicação também descarrega carga dos tecidos moles nas regiões infra e retro patelar.
  • Hálux Valgo: essa aplicação permite a criação de um momento de rotação para resistir a movimentos indesejáveis, modificando o padrão de movimento, diminuindo sobrecarga, dor e disfunção.
  • Descarga de Membros Superiores: essa aplicação objetiva o suporte do peso do membro superior e a melhoria dos mecanismos escapulares, de forma a promover uma melhor relação de estiramento e tensão entre escápula e os músculos do manguito rotador, melhorando assim a capacidade de geração de força, reduzindo a carga e, consequentemente o trabalho e a fadiga muscular.

3 – Evidências por trás do conceito da DT

A Dynamic Tape ainda é relativamente recente no mercado. Pesquisas envolvendo a DT já surgem com frequência e existem muitas em andamento.

As informações atuais sobre a eficácia da DT vêm de pesquisas apresentadas em congressos, estudos clínicos e de estudos piloto que têm sido conduzidos de forma a direcionar cada vez mais estudos robustos, que sabemos ser necessários e muito valorizados para a validação das informações que possuímos até então.

O Professor David Sackett, que acredita-se ser o pai da “Medicina Baseada em Evidências”, explica que a evidência disponível na literatura deve ser integrada e incorporada à luz das especificidades clínicas do paciente e do profissional de saúde.

Os desejos do paciente e suas expectativas com o tratamento devem ser considerados, assim como uma avaliação criteriosa e um diagnóstico preciso, são necessários para o sucesso de qualquer terapia

A experiência clínica e o raciocínio clínico devem servir de ponte entre o conhecimento científico e o paciente, pois não existe nenhuma pesquisa que seja confiável, sensível e específica para todo e qualquer caso.

Apenas dessa forma, as intervenções relevantes podem ser consideradas e aplicadas, considerando-se sempre os riscos e benefícios.

Você quer saber como a Dynamic Tape pode te ajudar diariamente?
Fig. Sackett 1996

Tendo isso em mente, na sequência do texto iremos discutir alguns mecanismos biomecânicos, tentando sempre integrar conceitos anatômicos, biomecânicos, patofisiológicos, físicos, assim como o raciocínio clínico.

O objetivo disto é aprender e incorporar novas técnicas à prática clínica cotidiana.

4 – Os mecanismos biomecânicos em que a Dynamic Tape (DT) se fundamenta

Para os fisioterapeutas, é sempre muito útil ter em mente os conceitos da biomecânica.

Então, vamos falar dos princípios mecânicos que regem a aplicação da Dynamic Tape.

Os mecanismos a seguir combinam conceitos já conhecidos e bem estabelecidos sobre a anatomia, biomecânica, física, fisiopatologia e raciocínio clínico.

É claro que os mecanismos mecânicos não podem ser totalmente isolados dos mecanismos fisiológicos, porém, separaremos ambos por motivos didáticos e falaremos nesse primeiro momento apenas dos mecanismos mecânicos.

5 – Geração de força, absorção, armazenamento e liberação de energia

Considerando tudo o que já discutimos sobre alavancas, a aplicação da bandagem se estende além da inserção anatômica do músculo, conferindo vantagem mecânica, pois o braço de força da bandagem é mais longo, se aproximando do comprimento do braço de resistência. Além disso, a posição da bandagem na pele a coloca longe do centro de rotação.

Como resultado desses fatores, a bandagem se alonga mais, e mais rápido, do que o músculo sozinho, absorvendo e dissipando a carga e reduzindo o trabalho e a exigência de absorção de energia dos grupos musculares.

Através desse efeito de vantagem mecânica – o comprimento da bandagem, nesse caso, irá influenciar na eficiência da força aplicada do músculo até o braço de alavanca e de sua capacidade em reduzir a complacência dos tecidos, devido às propriedades histeréticas da bandagem que já foram comentadas no texto anterior. A aplicação da bandagem tem a capacidade de reduzir, absorver e reinjetar energia no sistema.

Complementando, a energia elástica que contribui para a amplitude de movimento, quando a bandagem está em sua posição mais distendida, ajuda a compensar a insuficiência mecânica do músculo, como demonstrado pela relação de tensão-comprimento.

Em outras palavras, a energia elástica da DT pode contribuir como força de movimento, reduzindo, dessa forma, a exigência de geração de força pelo músculo.

Para flexionar o cotovelo, por exemplo, uma quantidade específica de força deve ser gerada para vencer a resistência aplicada pela gravidade. Se parte dessa força é gerada pelo recolhimento elástico da bandagem, o músculo precisará gerar menos força do que o faria sozinho, de forma a gerar a mesma resultante de força.

Sem a bandagem: Força (músculo) = Força total necessária

Com a bandagem: Força (músculo) = Força total necessária – Força gerada pela bandagem

O recolhimento elástico da DT pode, inclusive, reduzir a força muscular em fases inicias de recuperação de lesões, permitindo que o movimento aconteça sem carga excessiva na musculatura. Portanto, o processo de recuperação se dá de forma mais funcional, com um melhor alinhamento das fibras de colágeno, por exemplo, controlando a carga total imposta no sistema.

6 – Melhora da relação comprimento-tensão

Um músculo funcionando em amplitudes de movimento maiores, possui menor capacidade de gerar força em comparação com um músculo trabalhando em amplitudes de movimento medianas.

Alterações biomecânicas podem contribuir para uma redução de funcionalidade, ou mesmo da dor.

A DT pode ser utilizada, não apenas para suportar o peso de algumas estruturas corporais, como também para ajudar no suporte do membro superior, como ilustrado abaixo. Além disso, ela também pode ser usada como força para resistir a movimentos indesejados. Dessa forma, além de reduzir a força necessária para gerar movimento, a bandagem ainda melhora o posicionamento das estruturas, deixando-as em posição ótima de contração, melhorando a relação comprimento-tensão e melhorando o controle motor.

Você quer saber como a Dynamic Tape pode te ajudar diariamente?

7 – Redução da complacência

A deformação de tendões em degeneração e a consequente insuficiência biomecânica gerada, são consequências da carga, da temperatura e da taxa de estiramento.

A DT adiciona forças elásticas em paralelo à série de componentes elásticos, de forma a reduzir a magnitude desses parâmetros.

O objetivo é afetar diretamente as propriedades mecânicas dos tecidos para modificar de fato a curva de estresse-estiramento, trazendo-a de volta à sua posição normal e mantendo um sistema mais eficiente mecanicamente.

8 – Aumento do fechamento da força

A estabilidade já foi descrita na literatura como a integração de três subsistemas através de ações coordenadas que permitem a efetividade e a transferência ideal de carga pela articulação.

Esses três subsistemas são o Passivo, o Ativo e o Neural (controle motor).

O sistema Passivo está relacionado, principalmente, à conformação das articulações e às resistências estruturais passivas, como ligamentos e discos, por exemplo.

O subsistema Ativo se refere às unidades motoras, que possuem a habilidade de gerar força em uma articulação, gerando movimento.

O subsistema neural envolve o sistema nervoso periférico e é responsável pelo tempo de resposta e coordenação da ativação muscular, mantendo a estabilidade e a eficiência do sistema muscular.

Até certo ponto, alterações em um subsistema podem ser compensadas pelos outros.

A DT é altamente elástica em sua natureza e quando aplicada de forma circunferencial, uma força compressiva é gerada, como um torniquete. Essa compressão pode ser usada para aumentar o fechamento da força quando aplicada em uma articulação.

9 – Redução do estresse

As bandagens com o objetivo de reduzir a carga em um tecido são amplamente utilizadas. As técnicas envolvem a colocação do músculo alvo do tratamento, e os tecidos moles adjacentes, em uma posição relaxada, reunindo manualmente os tecidos e os colocando no lugar, através de diversas formas de aplicação.

O recolhimento elástico da DT cria uma redução de carga muito efetiva, permitindo ao mesmo tempo uma amplitude de movimento completa.

Você quer saber como a Dynamic Tape pode te ajudar diariamente?

10 – Modificação da cinemática muscular

A cinemática descreve o movimento de objetos, no nosso caso, os ossos, e não considera as forças ou circunstâncias que levaram a esse movimento.

Alterações cinemáticas podem estar envolvidas em diversas lesões. Elas podem ser exacerbadas por um grande número de fatores, incluindo técnica inadequada de execução de movimento, equipamento inadequado, quando este é necessário, fraqueza muscular, inibição, dor, erro de treinamento, sobrecarga, períodos de recuperação inadequados, dentre outros.

Fatores como a fadiga podem resultar em mudanças consideráveis, mesmo dentro de um único evento.

A DT auxilia na modificação de cinemática alterada, aumentando a resistência de tecidos não contráteis, contribuindo para a geração de força e melhorando a relação comprimento tensão do músculo, como já mencionado acima. No entanto, a técnica de aplicação da bandagem pode simplesmente objetivar uma mudança na cinemática, concentrando a energia elástica da bandagem de forma a puxar uma parte do corpo para uma determinada direção, ou resistir outros movimentos.

11 – Advertência no uso da Dynamic Tape

Você quer saber como a Dynamic Tape pode te ajudar diariamente?

Este é um dos pontos mais importantes sobre esta bandagem.

E necessário saber que, no momento da aplicação, você tem que estar consciente que ela é uma bandagem diferente, assim como os materiais dos quais ela é composta.

Os conceitos, que muitos profissionais possuem sobre a Kinesio Tape, ou outros tipos de bandagem, não são aplicáveis a ela.

Para exemplificar melhor, seria como se você usasse uma fita crepe no lugar de uma fita isolante num fio desencapado.

Como você pode imaginar, em algum momento iria ocorrer um curto ou alguém levaria um choque.

É a mesma coisa com a Dynamic Tape e Kinesio Tape.

Uma não faz o que a outra faz.

Assim como a fita crepe e a fita isolante, elas têm objetivos diferentes, são feitas de materiais diferentes e o propósito do uso também é diferente.

Uma não tem a função da outra.

É importante saber que a reação mais comum causada por este tipo erro é a formação de bolhas na pele do paciente e que a maioria dos profissionais que aplicam a Dynamic Tape de forma errada, acha num primeiro momento que é uma reação alérgica.

Mas de forma geral, em 99% dos casos, isto ocorre por falha na aplicação da técnica.

Uma reação alérgica verdadeira pode ser verificada aplicando-se um pequeno quadrado da bandagem atrás da orelha do paciente.

Se em 30 minutos após a aplicação não aparecer nenhuma irritação atrás da orelha, é porque as bolhas que aconteceram não eram de origem alérgica.

As reações que citamos acima podem ocorrer se for aplicada uma tensão maior do que a necessária, ou adequada.

Essas reações são resultados, em sua maioria, de erros de aplicação e não devido à bandagem propriamente dita, e podem ser evitadas se as instruções de uso da DT forem corretamente seguidas e se o paciente for corretamente orientado.

Acesse nossa Página no Facebookhttps://www.facebook.com/lupmed/
Acesse nosso Instagramhttps://www.instagram.com/lupmed

Onde comprar Dynamic Tapehttps://www.lupmed.com.br